Instituto Nossa Ilhéus

Quem Somos

Fortalecer a Cidadania e Democracia

O Instituto Nossa Ilhéus (INI) foi fundado no dia 09 de março de 2012 pela empreendedora social Maria do Socorro Mendonça com a participação da jovem Morgana Krieger. É uma iniciativa da sociedade civil organizada que tem por objetivo fortalecer a cidadania, a democracia participativa e o empreendedorismo, tendo por base a sustentabilidade e o monitoramento social.

Surge por meio do incentivo e do trabalho de outras instituições de cunho parecido, como: Bogotá ComoVamos, Rede Nossa São Paulo, Nossa São Luís, Nossa Betim Nossa Ilha Mais Bela, etc., e do trabalho da Rede Social Brasileira Por Cidades Justas e Sustentáveis e da Rede Latino-Americana Por Cidades Justas e Sustentáveis, das quais o Instituto Nossa Ilhéus já faz parte.

Age sob os princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade, economicidade e da eficiência, e não faz qualquer discriminação de raça, cor, gênero ou religião. Em 2019, soma quase 50 associados.

 

Conheça a equipe do Instituto Nossa Ilhéus 

 

Maria do Socorro Mendonça – Fundadora do Instituto Nossa Ilhéus, onde atua como diretora-presidente desde 2012. É Empreendedora Social Ashoka desde 2015 e Empreendedora Cívica RAPS – Rede de Ação Política pela Sustentabilidade. Também é reconhecida como liderança comprometida com soluções para a crise ambiental atual e as mudanças climáticas pela rede internacional The Climate Reality Project e compõe do Conselho Consultivo do Banco Interamericano de Desenvolvimento (ConSOC BID). No Território Litoral Sul da Bahia, compõe Programa Líder Sebrae, que busca construir a agência de desenvolvimento Sul da Bahia Global.

 

 

 

 

 

Tacila Mendes – Gerente de Comunicação do Instituto Nossa Ilhéus desde 2016 onde também é Diretora Administrativa voluntária.  É graduada em Comunicação Social/Rádio e TV, especialista em Audiovisual e pós graduanda em Gestão Cultural pela Universidade Estadual de Santa Cruz. Desde 2009 trabalha com produção de conteúdo e assessoria de comunicação de projetos culturais e sociais. Atuou na Assessoria de Comunicação da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia como redatora e fotógrafa, entre 2013 e 2016. É uma das fundadoras do grupo de releituras musicais Mulheres em Domínio Público e criadora do curso de fotografia para iniciantes Mão na Máquina. Escreve artigos sobre cultura no site www.vejoarte.com.br

 

 

 

Jonathan da Silva Souza – Consultor do Projeto MobCidades: Mobilidade, Orçamento e Direitos no Instituto Nossa Ilhéus. É graduado em Comunicação Social/Rádio e TV e pós-graduando em Gestão Cultural pela Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC). Atuou na Diretoria de Mídia e Produção da Editus – Editora da UESC. É um dos criadores do site Portal I’Mídia, onde atua como redator na coluna “Espaço Urbano”.

 

 

 

 

Ruy Penalva – Estudante de Direito pela Faculdade Madre Thaís, presta serviço para o Instituto Nossa Ilhéus desde 2012 como cinegrafista no projeto De Olho na Câmara de Vereadores, no qual realiza o serviço de gravação, transmissão e disponibilização de todas as sessões da Câmara de Ilhéus no youtube.com/nossailheus. 

 

 

 

 

 

 

Bruna Cleisla – Voluntária de comunicação do Instituto Nossa Ilhéus desde março de 2019. Tem 18 anos e cursa o terceiro semestre de Comunicação Social na Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC). Gosta de atuar com produção de vídeos, making off, roteiro de curta-metragem, documentário e, também, com computação gráfica. Encontrou no voluntariado do Instituto uma forma de aprender e exercitar a cidadania fazendo o que mais gosta.

 

 

 

 

 

 

Bruna Sílvia – Voluntária de comunicação do Instituto Nossa Ilhéus desde março de 2019. Tem 18 anos, cursa o segundo semestre de Comunicação Social na Universidade Estadual de Santa Cruz. Gosta de escrever, por isso, transforma suas ideias e palavras em conteúdo que busca fortalecer a cidadania e engajar pessoas.

 

Para cumprir seus objetivos, o Instituto Nossa Ilhéus é uma instituição apartidária e é vedada a participação em campanhas de caráter político-partidário ou eleitorais, sob quaisquer meios ou formas.

Linhas de Atuação do INI

Educação para Cidadania

Acreditando que além da educação formal, o indivíduo deve ter uma formação cidadã para entender a importância do exercício da cidadania para a melhoria da qualidade de vida da coletividade, o Instituto Nossa Ilhéus realiza oficinas e palestras em escolas, universidades, faculdades, hotéis, centros de formação, entre outros espaços, por meio do projeto “Cultivando a Cidadania”.

Entre 2013 e 2016, manteve o quadro “Cidadania em Debate” em uma emissora de rádio comunitária de Ilhéus, formando mesa de diálogo com técnico, representante do poder público e cidadãos ao vivo e intervenção por telefone, discutindo temas educativos. Em parceria com o Teatro Popular de Ilhéus, realiza, sempre que oportuno, discussões de temas atuais com professores da academia, o público presente e intervenções artísticas que fazem conexão com os assuntos abordados, por meio da metodologia ‘Improviso, Oxente!’.

Monitoramento Social

O Instituto tem como base em sua missão o monitoramento social, fomentando o envolvimento da sociedade na reflexão e exercício da cidadania, por meio da discussão para a politização dos problemas que afetam à coletividade. Para isso, criou a metodologia De Olho na Câmara de Vereadores, em 2012, que transmite em tempo real todas as sessões da Câmara de Vereadores, disponibiliza as filmagens em seu canal do YouTube, publica e publiciza relatórios anuais da produção do legislativo. A metodologia já foi replicada em Uruçuca (BA) e Mococa (SP).

Também, mantém a participação nos espaços de governança e em especial dos conselhos de políticas públicas. Já participou do acompanhamento de licitações em parceria com o Observatório Social de Ilhéus (OSI), e auxiliou na divulgação da Campanha “O que você tem a ver com a corrupção?”

Impacto em Políticas Públicas

A vida acontece nos municípios e a descentralização da gestão das políticas públicas vem aumentando consideravelmente. É nesse cenário que a sociedade deve exercer papel ativo e decisivo, se fazendo presente. Estar presente nos espaços de governança, além de ser monitoramento, é a oportunidade para garantir o que está assegurado na Constituição Federal de 1988 e nas políticas públicas implementadas. Dessa forma, o Instituto se faz presente em Grupos de Trabalho para elaboração e implementação de políticas públicas no município, buscando estimular que a gestão do executivo seja participativa, publicizando a sua atuação e mobilizando, articulando e inspirando a população a também participar.

Finalidades


A coordenação de ações administrativas de coleta de dados e informações para municiar trabalhos de mobilização cívico-social;


A promoção e incentivo de grupos de trabalho e estudo para a discussão de temas cívico-sociais para a geração de propostas e alternativas de soluções;


A promoção da defesa de bens e direitos sociais, coletivos e difusos relativos ao meio ambiente, ao patrimônio cultural, aos direitos humanos e dos povos;


O apoio a movimentos, iniciativas, projetos e programas que promovam o desenvolvimento sustentável, econômico, social e ambiental urbano, em especial da cidade de Ilhéus e região.


A promoção de estudos e pesquisas, desenvolvimento de tecnologias alternativas, produção e divulgação de informações e conhecimentos técnicos e científicos que digam respeito às atividades do INI.


O suporte à mobilização pública e ao desenvolvimento e fortalecimento de mecanismos de controle social e de engajamento da sociedade civil;


A promoção da ética, da paz, da cidadania, dos direitos humanos, da democracia e de outros valores universais;


A promoção do desenvolvimento econômico e social e combate à pobreza;


A promoção de direitos estabelecidos e a construção de novos direitos;

Inspiração e valores que orientam as ações do INI

Para chegar a essa inspiração e aos valores, a equipe do INI discutiu o seu planejamento estratégico, definindo a sua Missão, Visão e Valores. Também foram desenvolvidas ideias que demonstram claramente qual a motivação das ações desenvolvidas no INI e quais os valores existentes em suas práticas diárias.

O Planejamento Estratégico abrange todos os projetos desenvolvidos, assim como, as ações necessárias para a viabilização dos mesmos durante o ano de 2014.

Dessa forma, foram decididos quais ações serão implementadas e em quais períodos do ano as mesmas ocorrerão. Espera-se com isso, uma maior organização e aumento de eficiência nas práticas executadas no Instituto Nossa Ilhéus diariamente.

selo_missao

Missão

Fortalecer a cidadania, a democracia participativa e o empreendedorismo, tendo por base a sustentabilidade e o monitoramento social.

 

selo_visao

Visão

Uma sociedade mais cidadã e participativa no território Litoral Sul da Bahia

selo_valores

Valores

Transparência, Honestidade, Responsabilidade Social, Responsabilidade Ambiental, Justiça, Respeito, Profissionalismo

Organização da Sociedade Civil de Interesse Público

O Instituto Nossa Ilhéus é uma instituição com o título de OSCIP – Organização da Sociedade Civil de Interesse Público e certificada pelo Portal Transparência, anualmente, desde 2013.

Atuando de forma apartidária, visa promover o protagonismo do cidadão(ã/x) enquanto agente transformador da sociedade, sempre buscando fortalecer a cidadania, a democracia participativa e o empreendedorismo, tendo por base a sustentabilidade e o monitoramento social. 

Para dimensionar a atuação do INI por meio do estímulo à participação da sociedade civil na co-produção do bem público, atuando nos diversos espaços de governança, é necessário considerar os desafios de atuar como organização não governamental e apresentar resultados de valores não mensuráveis.

Seus projetos pioneiros são o “De Olho na Câmara de Vereadores”, mobilização de governos para serem comprometidos com o Programa Cidades Sustentáveis e apoio a atividades que promovem o empreendedorismo criativo e tecnológico.

Mas a visão sistêmica do Instituto o tornou referência em advocacy (influindo na formulação e implementação de políticas públicas que atendam às necessidades da população, sempre tendo em vista uma cidade e região baseada na sustentabilidade) e comunicação cidadã (produzindo conteúdo que engajem as pessoas, promovam a transparência e que sejam baseadas em indicadores, fortalecendo o combate ao fake news). Isso, trabalhando dentro das suas três linhas de atuação.

 

 

 

 

Mais incidência e impactos positivos em nossa cidade e região

Tudo começou quando dissemos “Sim para um Sul da Bahia Sustentável”, quando passamos a atuar em oposição ao modelo de desenvolvimento proposto pelo Porto Sul.

Após a nossa fundação, em 09 de março de 2012, recebemos certificação anual do selo do Portal Transparência (desde 2013), e o título de OSCIP – Organização da Sociedade Civil de Interesse Público, buscando a aproximação da sociedade civil e do poder público em nossas ações, promovemos a participação social para a melhoria da cidade, por meio dos três eixos de atuação: Educação para Cidadania, Monitoramento Social e Impacto em Políticas Públicas.

Na linha ‘Educação para Cidadania’, somamos:

– Seis mil pessoas sensibilizadas em palestras, oficinas e encontros temáticos sempre trazendo a pauta da cidadania;

– Realização do ‘Improviso, Oxente!‘, uma metodologia criada pelo Teatro Popular de Ilhéus, por meio de debate aberto ao público e com intervenções artísticas, no qual já foi pautado: a Ilhéus que somos, a Ilhéus que temos e a Ilhéus que queremos (baseado nos eixos do Programa Cidades Sustentáveis).

– Tendo como base o fortalecimento do empreendedorismo e da cidadania hacker, o Instituto realizou duas edições do Google I/O em Ilhéus (2015 – segundo maior do mundo em público – e em 2016) e apoiou realização do evento Nave de Inovação Bahia Sustentável (NIBS), em 2017 e 2018, que abarca o Google I/O.

Já em ‘Monitoramento Social’, e enquanto criador da metodologia pioneira ‘De olho na Câmara de Vereadores’, desde 2012:

– Transmitimos, filmamos e disponibilizamos as sessões da Câmara Municipal de Ilhéus no nosso canal no YouTube, e elaboramos relatório anual sobre o desempenho do legislativo ilheense no seu site.

– Inspirou um grupo da sociedade civil de Mococa (SP), em 2017, a implementar a metodologia.

– Motivou a Câmara de Ilhéus a implementar melhorias como: a elaboração de um portal com mais informações para a população, em 2017; a divulgação prévia das pautas; a atenção para a memória da Câmara, que ganhou uma sala mais adequada para a manutenção de documentos; a compra de um painel que é utilizado na votação conferindo mais transparência ao processo; e um maior engajamento da população com o que é discutido pelos vereadores, como fortalecimento da cidadania e cuidado com o impacto das leis propostas.

Verificou que este trabalho de monitoramento social permitiu uma mudança de visão do poder público local, ao passo que hoje, o setor de Transporte e Trânsito é tratado como “Mobilidade”, a Secretaria de Desenvolvimento passou a se chamar“Desenvolvimento Sustentável”, alargando e alinhando a percepção do município com a agenda mundial e, portanto, mais sensíveis aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) e mais receptivo à atuação da sociedade civil.

Com a bandeira da sustentabilidade e da democracia participativa, ampliamos o nosso trabalho de advocacy, resultando em Impacto em Políticas Públicas:

– Programa Cidades Sustentáveis, para o qual já comprometeu mais de 20 municípios do Território Litoral Sul e outros municípios da região cacaueira.

– Apoio na implementação, pela primeira vez, do Plano de Metas em Ilhéus, cuja elaboração está sendo feita de forma participativa desde agosto de 2018, por iniciativa da Controladoria Geral do Município, que recebeu todo o apoio do Instituto para realizar as audiências e elaborar a lei de forma participativa.

– Assinatura de um termo de cooperação técnica com a Universidade Estadual de Santa Cruz, que possibilitou a promoção do primeiro Curso de Capacitação de Gestores Públicos – cujo resultado foi a capacitação de gestores e servidores de 14 municípios do Território Litoral Sul para uma agenda sustentável, em 2017.

– Articulação para a implantação do Observatório Litoral Sul MAIS Sustentável, no qual o INI auxiliou na construção da governança, alinhando expertises com do Departamento de Ciências Contábeis e Administração, o Centro de Inovação do Cacau e o Parque Tecnológico e outros stakeholders, fundamentando a base do projeto que vai possibilitar a toda a região um diagnóstico dos municípios em números.

– Atua no Grupo de Trabalho que elaborou a Lei de Resíduos Sólidos no município de Ilhéus e que busca a sua implementação. 

– É o único movimento da Bahia e um dos 10 do Brasil que fazem parte do projeto MobCidades – Mobilidade, Orçamento e Direitos, idealizado pela Rede Brasileira de Cidades, coordenado nacionalmente pelo Instituto Nacional de Estudos Sócio Econômicos e com financiamento da União Europeia.

O Instituto, também, se soma a redes que fortalecem nacionalmente suas ações, sempre alinhadas às suas linhas de atuação, sendo membro de:

– Secretaria Colegiada da Rede Brasileira de Cidades.

– Rede de Conhecimento Social, a RAPS  – Rede de Ação Políticas pela  Sustentabilidade.

– Grupo Consultivo da Sociedade Civil do Banco Interamericano de Desenvolvimento (ConSoc BID).

– Câmara de Turismo da Costa do Cacau.

– Grupo Gestor do Território de Identidade Litoral Sul.

– Grupo Gestor da APA da Lagoa Encantada.

– Costa do Cacau Convention Bureau & Veritas.

– Grupo de Trabalho de Resíduos Sólidos.

– Conselhos de Agricultura e Pesca e de Turismo.

– Projeto MobCidades, financiado pela União Europeia e coordenado nacionalmente pelo Instituto de Estudos Sócio Econômicos (INESC), desde 2017.

– Programa Líder – Sebrae, que resultou na formação de um grupo de stakeholders para implementação da Agência de Desenvolvimento Sul da Bahia Global.

 

Reuniões

21.8% Controle Social

69.6% Impacto em P. Públicas

8.4% Educ. para Cidadania

Eventos

16.9% Controle Social

77.3% Impacto em P. Públicas

5.6% Educ. para Cidadania

Palestras

50% Controle Social

33.3% Impacto em P. Públicas

16.6% Educ. para Cidadania

Slide background

Quem Ama Participa

Monitoramento Social, Educação para Cidadania e Impacto em Políticas Públicas, estes são os temas de nossas causas, encontre a sua e participe.

Encontre sua causa