Notícia

Pontal Criativo: perspectivas para a geração de emprego e renda

Por José Rezende e José H. Abobreira – Movimento Pontalense de Cidadania


Sem querermos invadir a seara e a competência dos senhores economistas, ousaremos dar uns palpites de simples cidadãos militantes do Movimento Pontalense de Cidadania e ajudantes na construção desse belo sonho que já vai tomando forma e se tornando realidade, que é o projeto de concepção e implementação do bairro PONTAL CRIATIVO. Para dar liga ao projeto iniciamos atraindo parcerias institucionais, a exemplo da Paróquia de São João Batista, na figura do padre Jarmil Sarmento, sacerdote engajado nas causas maiores de sua comunidade, o SEBRAE, na pessoa da Dra. Claudiana Figueiredo, coordenadora regional do órgão, o Instituto Nossa Ilhéus representado pela sua diretora Maria do Socorro Mendonça, a mestra da cultura popular e atriz ilheense Janete Lainha, as Associações de Bairro, os artistas e artesãos do bairro, publicitários e designers, representados pelo Chico Passos, Faculdade de Ilhéus representada pelos Profs. Israel Nunes e Stella Carillo, a juventude ilheense representada pelo ativista Marcos Alcântara, lideranças e moradores da comunidade, e o segmento governamental que esteve presente em todos os momentos na pessoa do prefeito Jabes Ribeiro e sua equipe de secretariado e a primeira dama Adryana Ribeiro que sempre nos tem prestigiado.

Começamos a implementar na prática esse sonho do bairro criativo a partir da realização da primeira FEIRA CRIATIVA DO PONTAL, no último mês de dezembro, sucesso absoluto na estreia, com a participação de segmentos da comunidade na área de dança, ginástica, teatro de rua, poesia, atrações musicais com os cantadores do sertão Carlos Silva e Oliver Brasil, tendo o público presente se extasiado com os trabalhos artísticos apresentados pelos expositores da feirinha e (pinturas de quadros, artesanato, bordados, confecções etc.) e itens de gastronomia e doceria que fizeram a festa da criançada que passou pelo evento. Os expositores venderam bem, o que veio a proporcionar um aumento na renda deles todos e, o mais importante, mostraram ao mundo o trabalho e a produção cultural e artística deles, por intermédio da divulgação do evento com reportagens diversas nos blogs, rádios, jornais e canais de televisão, o que veio a proporcionar para eles a possibilidade de articulação comercial até mesmo fora do circuito da feira, gerando encomendas pela internet ou pessoalmente. Com a movimentação de público na feira certamente ganharam uma maior frequência os bares, botequins e restaurantes do entorno da Praça São João, além das lanchonetes e trabalhadores autônomos vendedores da pizza, caldo de cana, acarajé, espetinho, coco verde etc.

Na sexta-feira próxima, 31/01, estaremos realizando reunião de avaliação e já agendaremos a próxima Feira Criativa do Pontal para fevereiro próximo. Continuando essa implementação do projeto bairro criativo faremos uma reunião, na próxima segunda feira, dia 27 de janeiro, as 19h no restaurante LANAMARI, no Pontal, para apresentação do pré-projeto do FESTIVAL GASTRONÔMICO CRIATIVO DO PONTAL, que está sendo elaborado pela comissão formada pelos empreendedores Átila, do MAR ABERTO, Aimoni Badaró, do PETISCO DO BADA, Chico, do CHICOS CALDOS, Mari, do LANAMARI e a diretora do Instituto Nossa Ilhéus, Socorro Mendonça, com o suporte técnico do SEBRAE e articulação institucional da SETUR pelo Secretário Alcides Kruschewsky, que já se movimenta junto a setores da BAHIATURSA na capital para obtenção de recursos para viabilizar o festival. Chamamos a atenção e solicitamos o comparecimento nessa reunião de apresentação do pré-projeto do Festival Gastronômico, dos empresários da zona sul principalmente os proprietários de hotéis, pousadas, e estabelecimentos de entretenimento, bares, botequins, restaurantes, o pessoal de padarias e delicatessens, peixarias, frigoríficos, Colônia de Pescadores Z19, para que nesse conjunto tão importante da força econômica possamos organizar um festival de peso, a ser incorporado ao calendário de festas e eventos do bairro do Pontal.

O indicativo inicial para a realização do evento é a do período que irá do 1º de maio, um feriadão que cai numa quinta feira, e se estenderá até 11 de maio, o domingo do DIA DAS MÃES.  Agora vocês imaginem o que isso significará em termos de público que acorrerá a Ilhéus nesse período, formado por turistas e visitantes da capital do estado, norte de Minas, Goiânia, Brasília etc. e que impactará a lotação de pousadas e hotéis do Pontal e da zona sul, vendas otimizadas para os restaurantes no entorno do festival gastronômico, maiores vendas nas lanchonetes, padarias, mercados e ambulantes do ramo de bebidas e alimentação. Essa movimentação envolverá toda a cadeia produtiva e de serviços da economia local, gerando renda e emprego para a nossa gente e, com isso, vamos aprofundando o projeto do PONTAL CRIATIVO.

Deixe um comentário