Notícia

Nota de resposta

Em referencia a matéria publicada no site Políticos do Sul da Bahia,  o Instituto Nossa Ilhéus responde neste espaço e no site onde ocorreu a publicação (por meio de nota enviada como direito de resposta), à gestora do município de Aurelino Leal, que, em sua fala, deixa em dúvida a idoneidade do Instituto quanto à elaboração do ranking de transparência das contratações emergenciais utilizadas no combate à COVID-19.

O INI – Instituto Nossa Ilhéus é uma instituição originada por iniciativa da sociedade civil organizada e tem por objetivo fortalecer a cidadania, a democracia participativa e o empreendedorismo, tendo por base a sustentabilidade e o monitoramento social. Enquanto entidade regionalmente respeitada, o INI prima pela verdade e não compactua com qualquer prática política que vise interesses contrários aos princípios da Administração Pública ou proveitos indevidos por agentes públicos. Diante disso, a postura institucional do Instituto é de isenção e imparcialidade nas avaliações do nível de transparência das contratações emergenciais utilizadas no enfrentamento ao Covid-19. 

As análises foram realizadas estritamente de acordo com os critérios definidos pelo Guia de Recomendação para Transparência produzido pela Transparência Internacional – Brasil em conjunto com o TCU – Tribunal de Contas da União (disponível no site https://comunidade.transparenciainternacional.org.br/asset/86:tibr-recomendacoes-de-contratacoes-emergenciais-covid19?stream=1), sem recebimento de qualquer remuneração pelo trabalho. Sob esse prisma, o INI repele qualquer ataque imprudente à organização e põe-se à disposição para auxiliar os gestores públicos com as orientações necessárias para que os municípios do Litoral Sul da Bahia se adequem às recomendações de transparência pública nas contratações emergenciais para o período de pandemia.

Deixe um comentário