Notícia

‘Mobilidade em tempos de pandemia’ será tema da 4ª Semana da Mobilidade do Sul da Bahia, dias 23 e 24 de setembro

Os desafios e as soluções para a mobilidade urbana durante e após a pandemia do novo coronavírus serão debatidos na 4ª Semana da Mobilidade do Sul da Bahia (SEMOSB), que será realizada de 23 a 24 de setembro. O evento é organizado pelo Instituto Nossa Ilhéus (INI), Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) e Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC). Devido às recomendações de distanciamento social por conta da pandemia, este ano a programação será feita de forma totalmente virtual e gratuita, com transmissão ao vivo pela página do Youtube do INI: www.youtube.com/nossailheus.

Realizada nos últimos três anos pelo Instituto Nossa Ilhéus, por meio do Projeto MobCidades, a Semana da Mobilidade chega a sua quarta edição consolidando a marca de fomentar o debate plural sobre desafios e soluções para a mobilidade urbana no Sul da Bahia, reunindo profissionais da sociedade civil, iniciativa privada, setor público e universidades. Durante o evento, serão realizadas mesas de debates sobre “Saúde, Sustentabilidade e Mobilidade”; “Educação, Cidadania e Direito no Trânsito”; “Políticas Públicas para a Mobilidade Urbana” e “Soluções para a Mobilidade Urbana no Pós-Pandemia”, sempre com foco no contexto regional.

Entre os palestrantes já confirmados estão o Reitor da UESC, Professor Alessandro Fernandes, o Pró-Reitor de Ações Afirmativas da UFSB, Prof. Sandro Ferreira, a Presidente do INI, Maria do Socorro, o Diretor da Superintendência de Transporte, Trânsito e Mobilidade de Ilhéus (Sutram), George Moreno, o Coordenador do Grupo Especializado de Fiscalização de Trânsito da Polícia Rodoviária Federal de Itabuna (PRF), Inspetor Tarcisio Mello, e o Comandante da Companhia Independente da Polícia Rodoviária de Itabuna (1ª CIPRv), Major Edson Brito Júnior.

Para a presidente do INI, Maria do Socorro, a realização da 4ª Semana da Mobilidade do Sul da Bahia “traz a expectativa de que definitivamente a mobilidade urbana não será mais ignorada no planejamento dos governos municipais, especialmente dos municípios maiores, como Ilhéus e Itabuna”. Por sua vez, o professor da UESC, Clodoaldo Silva, que também faz parte da equipe de organização do evento, acredita que “a SEMOSB será um importante espaço de debates dos desafios impostos pela pandemia e das soluções possíveis para toda a comunidade regional”.

A primeira edição da Semana da Mobilidade, realizada em 2017, reuniu debates com especialistas na Tenda do Teatro Popular de Ilhéus (TPI), além de mini-público sobre a regulamentação do mototáxi, premiação do Concurso de Ideias de Arquitetura VivaAcidade e realização do Projeto Pista Fechada, Vida Saudável. Em 2018, a Semana foi realizada na Câmara de Vereadores com a participação de representantes do poder público e da sociedade civil, tendo sido discutidos assuntos, como mobilidade a pé, transporte público, transporte cicloviário, acessibilidade e planejamento da mobilidade urbana.

No ano passado, o evento ganhou nova proporção, com a apresentação de 11 pesquisas e projetos na Mostra de Estudos e Projetos Cidade e Movimento, apresentada na Tenda do TPI. Além da Mostra, ainda foram realizados debates sobre os acessos viários da Ponte Jorge Amado e a proposta de criação da Região Metropolitana do Sul da Bahia, passeio ciclístico e caminhada pela Avenida Soares Lopes.

A 4ª SEMOSB conta com o apoio do programa Amana da UESC, projeto MoveIlhéus, Superintendência de Transporte, Trânsito e Mobilidade de Ilhéus (Sutram), Secretaria de Segurança, Transporte e Trânsito de Itabuna (Sesttran), 1ª Companhia de Polícia Rodoviária Estadual (1ª CIPRv), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Sindicato dos Agentes de Trânsito da Bahia (Sindatran).

Sobre o MobCidades –  Realizado de 2017 a 2019, o projeto MobCidades – Mobilidade, Orçamento e Direito à Cidade” atuou no fortalecimento e capacitação de mais de 50 organizações brasileiras da sociedade civil para o monitoramento do orçamento público e a política de mobilidade urbana. O projeto foi coordenado pelo Instituto de Estudos Socioeconômicos (INESC) em parceria com 10 movimentos da Rede Brasileira de Cidades por Territórios Justos, Democráticos e Sustentáveis, sendo o Instituto Nossa Ilhéus o único da Bahia, e contou com o financiamento da União Europeia. Em Ilhéus, além da coordenação local do INI, o projeto contou com a participação de mais quatro coexecutores locais: UFSB, Rotary Club, Associação de Surdos de Ilhéus e Associação de Criativos do Hernani Sá. Atualmente, os movimentos que participaram do projeto em Ilhéus continuam atuando no monitoramento e incidência na mobilidade urbana do município e da região. Conheça as ações que foram realizadas pelo MobCidades em Ilhéus no link: https://www.nossailheus.org.br/?s=mobcidades.

Acompanhe as nossas redes: Facebook.com/InstitutoNossaIlheus e Instagram @nossailheus, e colabore para que o nosso trabalho em prol do monitoramento social e da democracia participativa continue.

Deixe um comentário