Notícia

Estilos de consumo e opções de mobilidade em Ilhéus foram temas de debate

Seu estilo de vida cabe no planeta? Com essa pergunta, a coordenadora de Sustentabilidade da Universidade Federal do Sul da Bahia, Valerie Nicollier, iniciou seu painel sobre “Consumo responsável e opções de estilo de vida”, no Improviso, Oxente! da última terça (13), na Tenda Teatro Popular de Ilhéus. O debate teve intervenções artísticas da Caravana Palco Mundo e abordou mais tema nesta edição: “Melhor mobilidade menos tráfego”, ambos eixos do Programa Cidades Sustentáveis. Além da sociedade civil, também participaram os candidatos a vereador Shi Mário, Odailson Aranha e Marcos Paulo.

Valerie fez um apanhado das diferenças de poder aquisitivo nos diferentes países e observou: “ter uma atitude de consumo condizente com a preservação do planeta, mais do que uma escolha, é uma necessidade. Mas, com certeza, você não vai ouvir os candidatos nessas eleições pedindo para as pessoas consumirem menos”. Já o professor do Departamento de Ciências Agrárias e Ambientais da Universidade Estadual de Santa Cruz, José Adolfo de Almeida Neto, ressaltou que para ter responsabilidade de consumo é necessário ter liberdade e autonomia de escolha. “Temos total liberdade de escolher o que vamos consumir considerando nosso poder aquisitivo e opções no mercado?”

Para a discussão sobre mobilidade em Ilhéus, o mestre em Planejamento e Políticas Públicas e em Engenharia de Transportes, Germano Johansson Neto, pontuou que transporte é um preocupação unânime e independente de ideologia. Ele mostrou o projeto de ciclovias para Ilhéus, realizado pelo Instituto de Urbanismo Colaborativo, uma alternativa para “os 30 mil carros que circulam na cidade, o dobro da quantidade que tinha há 11 anos, segundo dados do Denatran”. Já o pró-reitor de Sustentabilidade e Integração Social da Universidade Federal do Sul da Bahia, Joel Felipe, mostrou a importância de pautar outras formas de mobilidade, apresentando exemplos de como diversas cidades no mundo que melhoraram a locomoção de seus habitantes.

Entendendo que a mudança no mundo começa na cidade, o público sugeriu que todos os indicadores apresentados pelo Programa sejam considerados e acompanhados pelo próximo gestor do município. Além disso, levantaram possibilidades de incentivo de hábitos de consumo, como uso coletivo, reativação do transporte aquaviário e a urgente implementação de políticas públicas que otimizem a mobilidade em Ilhéus.

Promovido pelo Instituto Nossa Ilhéus em parceira com o Teatro Popular de Ilhéus, este foi o décimo primeiro de uma série de 13 encontros semanais, que acontecem sempre às terças-feiras, e visam à discussão sobre a Ilhéus que queremos em 2020. Cada encontro aborda necessidades prioritárias da cidade a partir de indicadores baseados nos 12 eixos Programa Cidades Sustentáveis, e o público presente terá a oportunidade de escolher os que julga prioritários para o devido acompanhamento do gestor eleito para exercer o próximo mandato.

O próximo debate terá como tema “Ação local para a saúde”e vai acontecer no mesmo local, a partir das 19h. Sempre aberto ao público.

Instituto Nossa Ilhéus – Fundado em 09 de março de 2012, o INI é uma iniciativa da sociedade civil organizada, apartidária com o título de OSCIP – Organização da Sociedade Civil de Interesse Público.  Busca a aproximação da sociedade civil e do poder público em suas ações, tendo como eixos de atuação a Educação para Cidadania, o Monitoramento Social e o Impacto em Políticas Públicas. Atua no sentido de promover o impacto social que educa e, para isso, promove o monitoramento social, mobilizando e intervindo na realidade política e social do município. O Instituto está aberto a todos que desejem engajar-se em suas atividades. Localiza-se na Rua Eustáquio Bastos, nº 126, 8º andar do Edifício Kauffman, no Centro, em Ilhéus. Acompanhe o site www.nossailheus.org.br e a fanpage facebook.com/InstitutoNossaIlheus

Teatro Popular de Ilhéus – Fundado há 21 anos, é uma das 15 instituições apoiadas pelo programa Ações Continuadas a Instituições Culturais, iniciativa da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) através do Fundo de Cultura da Bahia (FCBA). O TPI administra a Tenda Teatro Popular de Ilhéus. A programação mensal do espaço cultural pode ser conferida em www.teatropopulardeilheus.com.br, ou pelo aplicativo gratuito Tenda Teatro Popular de Ilhéus, disponível no Google Play.

Programa Cidades Sustentáveis – É uma iniciativa de três organizações da sociedade civil –Rede Nossa São Paulo, Rede Social Brasileira por Cidades Justas, Democráticas e Sustentáveis e o Instituto Ethos –, que oferece uma agenda completa de sustentabilidade urbana, um conjunto de indicadores associados a esta agenda e um banco de práticas com casos exemplares nacionais e internacionais como referências a serem perseguidas pelos municípios. Acesse e conheça o Guia da Gestão Pública Sustentávelwww.cidadessustentaveis.org.br/gps. O Instituto Nossa Ilhéus compõe a Secretaria Colegiada da Rede Brasileira por Cidades Justas, Democráticas e Sustentáveis.

Fotos: Comunicação Instituto Nossa Ilhéus

  • Confira as fotos do debate.

 

  • Intervenção artística da Caravana Mundo Palco.

 

Leave a Reply