Notícia

ECONOMIA CRIATIVA – UM NOVO MODELO DE DESENVOLVIMENTO

O SEBRAE, em parceria com o Instituto Nossa Ilhéus e com o Instituto Arapyaú,
promove na região um ciclo de conhecimento, mapeamento e diagnóstico das iniciativas de Economia
Criativa.


Economia Criativa é um conceito em construção, mas sabemos que é a economia do intangível, do simbólico. Essa nova economia contempla os ciclos de criação, produção, difusão, circulação/distribuição e consumo/fruição de bens e serviços caracterizados pela prevalência de sua dimensão simbólica gerada por setores cujas atividades econômicas têm como processo principal um ato criativo, gerador de valor simbólico, elemento central da formação do preço, e que resulta em produção de riqueza cultural. 


Claudia Leitão, Secretaria de Economia Criativa do MinC
Leia a íntegra desta entrevista aqui!


Os empreendimentos de Economia
Criativa são aqueles que incluem diversidade
cultural, sustentabilidade, inovação e inclusão social, fortalecendo identidade
e cultura locais e é uma das políticas públicas lideradas pelo Ministério da Cultura – acesse AQUI. A UNESCO, segundo o Plano da Secretaria da Economia Criativa
do Ministério da Cultura
, reconhece como Setores Criativos Nucaleras: a) Patrimônio Natural e Cultural; b) Espetáculos e Celebrações; c) Artes Visuais e
Artesanatos; d) Livros e Periódicos; e) Audiovisual e Mídias Interativas; f)
Design e Serviços Criativos e como Setores Criativos Relacionados o g) Turismo
e h) Esporte e Lazer.


No
dia 04 de dezembro (3a feira) será realizada uma palestra com Ana Carla Fonseca, sobre a
ambiência de uma cidade para o florescimento de negócios criativos, e no dia 07
de dezembro (6a feira) será a vez de Lala Deheinzelin fazer uma palestra conceitual sobre
Economia Criativa. Esta também realizará na região uma mapeamento das
principais matrizes de economia criativa existentes, para futuro diagnóstico e
desenvolvimento de estratégias de fortalecimento.


Ana Carla Fonsecaeconomista, doutora em urbanismo, autora de diversos livros e estudos internacionais sobre economia criativa e cidades criativas, e Lala Deheinzelinespecialista mundial em Economia Criativa & Desenvolvimento Sustentável, criadora e coordenadora do movimento internacional Crie Futuros, são as profissionais com maior reconhecimento na área nacionalmente. Para saber o horário e local das palestras, fique atento ao Facebook do Instituto Nossa Ilhéus e ao nosso website.


Ainda,
o SEBRAE realiza no dia 28 de novembro (4a feira)
 o I Fomenta Sul da Bahia,
objetivando a capacitação de Micro e Pequenas Empresas,
Empreendedores
Individuais e Produtores Rurais (com DAP) para vendas governamentais. Os
interessados deverão enviar a ficha preenchida para os seguintes
e-mails:
claudiana.figueiredo_sebrae@hotmail.com;
jose.carlos@ba.sebrae.com.br. O evento será realizado no Hotel Tarik em Itabuna e o SEBRAE está oferecendo transporte aos participantes saindo de Ilhéus.


E no
dia 29 de novembro (5a feira)
, às 20h, na
UESC, o Superintendente do SEBRAE Bahia , Sr. Edival Passos, fará uma palestra
sobre “Negócios do Século XXI”.



A foto desta matéria é da chocolateria Cacau do Céu Chocolates Finos

um exemplo de Economia Criativa na região.

Deixe um comentário