Notícia

Cultivando Cidadania realiza sua primeira oficina

 

Oficina "Cultivando Cidadania" no Bairro do Pontal

Oficina “Cultivando Cidadania” no Bairro do Pontal

Com o objetivo de fomentar a participação cidadã e estimular a boa prática no exercício da cidadania, o Instituto Nossa Ilhéus, deu início na última quarta-feira, dia dezoito de junto, a realização das oficinas do projeto “Cultivando Cidadania”.

A primeira oficina aconteceu no salão paroquial da Igreja São João Batista no Bairro do Pontal. Usando uma metodologia bem participativa pensada e construída em parceria com a CoCriar, a oficina trouxe informações sobre o que é estado democrático de direito, as responsabilidades de cada cidadão dentro da sua cidade e de seu bairro e o papel dos poderes executivo, legislativo e judiciário. A diretora-presidente do Nossa Ilhéus, Maria do Socorro Mendonça, iniciou a oficina, que contou com a mediação do Thomas Ufer, apresentando informações sobre o estado democrático de direito e destacou que “para diminuir a desigualdade promovendo a inclusão social na cidade de Ilhéus, cada vez mais devemos participar da vida política e monitorar os poderes (executivo, legislativo e judiciário) e só assim seremos cidadãos na plenitude”.

Uma reeducação em hábitos do cotidiano geram impactos econômicos e sociais relevantes, que colaboram com o desenvolvimento das boas políticas públicas.  “O estado é instrumento de poder da cidadania e não dos governantes”, disse ainda a presidente do Instituto Nossa Ilhéus. Ficou a lição de que o cidadão precisa conhecer seus direitos e, principalmente, seus deveres dentro da sociedade, para tornar-se protagonista das transformações locais.  O público presente participou do debate com entusiasmo e apresentou dúvidas em torno dos assuntos apresentados.

A representante da associação do Jardim Pontal, Miriam Moura, quis saber “Como chegar ao poder público com o objetivo de buscar soluções para o bairro”? A empreendedora do Pontal Criativo, Fafá do Pontal, também quis saber “a formação para a cidadania inicia-se pela família ou pela escola?”. Com uma dinâmica de trabalho coletivo e participativo, as pessoas estavam induzidas a acharem respostas para seus questionamentos. A mudança para melhoria da cidade de Ilhéus depende da cultura do exercício da cidadania nos bairros. Ser cidadão é você participar da vida política e monitorar o poder público local.

Engaje-se e multiplique as boas práticas de cidadania no seu bairro.

 Participaram do encontro o movimento pontalense de cidadania, a associação de moradores do Jardim Pontal e moradores engajados do bairro. O próximo encontro será no bairro Hernani Sá, dia 05 de julho. O projeto levará 30 oficinas aos bairros e distritos da cidade, para impactar 1650 pessoas. Participe!

Clique AQUI para ver o álbum de fotos da oficina.

1 Resposta

  1. Pingback : Oficinas Cultivando Cidadania 2015 | Nossa Ilhéus

Deixe um comentário