Notícia

Banda Mulheres em Domínio Público homenageia lavadeiras em novos videoclipes gravados em rios sul baianos

Os videoclipes das músicas ‘Lavador’ e ‘Lavadeira’, releituras de cantos de trabalho gravadas pela banda Mulheres em Domínio Público, celebram as mulheres lavadeiras e sua relação com as águas dos rios. Filmadas após a enchente que atingiu o sul da Bahia, ao remontar ao Rio Cachoeira, as imagens trazem o local em que Valderez Teixeira, protagonista de um dos vídeos, exerceu o ofício durante anos. Os videoclipes foram lançados na noite desta quarta-feira (15) e já podem ser assistidos abaixo.

Seguindo a linha de direções femininas, os videoclipes têm direção, imagens e edição de Tereza Radhakrisna Steil, e foram ambientados nas paisagens naturais de Ilhéus e Uruçuca (BA), com destaque para os Rios Cachoeira e Sargi. Além de Tereza, o roteiro também é assinado por Tacila Mendes, e a produção é de Cris Passos, sendo essas últimas cantoras da banda. 

“O lançamento acontece no mês em que é celebrado o Dia Internacional da Mulher. O videoclipe lembra a dureza da lida e, ao mesmo tempo, a poesia dos cantos que embalam a lavagem de roupa, ofício feminino que já sustentou muitas famílias, mas que não credita a essas mulheres o devido valor de seu trabalho e seu lugar na sociedade. Abordamos sutilmente os traços dessas histórias invisibilizadas por meio da memória de uma mulher que realmente viveu isso, Valderez Teixeira, a Dona Val”, explicam as cantoras. As releituras de cantos de trabalho da lavoura cacaueira são o objeto artístico do álbum ‘Sindô lê lê’, disponível nas plataformas digitais.  

Para Dona Val, que é ex-lavadeira, cantadeira e atriz, hoje com 83 anos, participar de mais um videoclipe da banda foi sinônimo de alegria. “Para mim, foi muito bom participar das gravações, especialmente, porque meus filhos e neta também participaram. Quando eu estava na beira do rio, me lembrei de quando eu lavava roupa e também das gravações dos filmes que já participei como atriz. Também lembrei com alegria de quando eu era criança, pois brincava perto do rio Cachoeira, ali no local onde aconteceram as gravações. Foram muitas lembranças! Espero que as pessoas sintam essa emoção ao assistirem ao videoclipe”, comenta.   

Este projeto tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura (Prêmio Cultura na Palma da Mão/PABB) via Lei Aldir Blanc, redirecionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal. 

Mulheres em Domínio Público

A banda de Ilhéus se dedica a experimentações sonoras dando o seu olhar sobre músicas de domínio público. Neste primeiro projeto musical, faz uma homenagem ao cancioneiro regional da lavoura cacaueira, conferindo um toque de contemporaneidade por meio de uma roupagem musical rica em diversidade de ritmos. A formação atual é composta por Cris Passos, Geisa Pena, Ingrid Luíse e Tacila Mendes nos vocais; Danilo Ornelas (baixo), Lula Soares Lopes (bateria) e Igor Péca (percussão). Em 2019, lançou o EP “Sindô lê lê”, disponível nas principais plataformas digitais, já lançou dois videoclipes deste álbum e, em 2020, lançou também o documentário “Mulheres em Domínio Público – Os cantos que poetizam a vida”. Acesse o canal www.youtube.com/mulheresemdominiopublico, o site www.mulheresemdominiopublico.com.br e acompanhe as novidades pelas redes sociais @mulheresemdominiopublico.

Deixe um comentário