Notícia

Pontal Criativo: o bairro, a feira e a economia criativa

Bairro Criativo Pontal Ilhéus

Bairro Criativo do Pontal, em Ilhéus, Bahia.

O ano era 2013 e tudo era um desejo muito forte de que o Bairro do Pontal fosse diferente, onde os moradores participassem mais e contribuísse com a economia local. O sonho de um, o apoio irrestrito de outro, fez dois Josés abraçarem esta causa:José Rezende Mendonça eJosé Henrique Abobreira. Encontrou mais parcerias e o Instituto Nossa Ilhéus fez a ponte para o SEBRAE. Era tudo? Não! Precisava a participação das pessoas e isso aconteceu.

Esse foi o Pontalpé do Pontal Criativo! Já são dois anos de pessoas FAZENDO A DIFERENÇA e o Bairro do Pontal sendo a REFERÊNCIA. Parabéns para todos que fazem esse movimento. Um 2016 repleto de CRIATIVIDADE, é o que desejamos e queremos homenageá-los com esta lembrança.

O que é o Pontal Criativo?

O que é o Pontal Criativo? Qual a diferença entre ele e a Feira Criativa do Pontal? O que é um bairro criativo?

José Resende Mendonça explica pra gente no artigo abaixo.

Em tempos de globalização, as metrópoles sofrem com a pressão da competitividade. E a melhor imagem têm sempre aquelas que conseguem ser vistas como criativas. O desenvolvimento de novos centros de criatividade é um impulso essencial para garantir o futuro neste sentido.

O incentivo às áreas de cultura e criatividade são prioridades no planejamento urbano das cidades. Hoje, partimos do princípio de que centros criativos em atividade contribuem bastante para que uma cidade seja considerada atraente ou bem-sucedida. Isso não é novidade, pois artistas e agentes culturais sempre marcaram de maneira duradoura os espaços urbanos. A novidade é que as pessoas criativas estão passando a ser vistas também como potencial econômico para o desenvolvimento urbano. E isso não se dá por acaso.

O setor de cultura e criatividade, que emplacou como um dos mais importantes da economia, destaca-se por sua diversidade. Dele fazem parte não apenas artistas, agentes culturais e galeristas, mas também empresas das áreas de arquitetura, cinema, música, publicidade e do mercado editorial. As cidades estão sendo requisitadas a desenvolver novas ideias e estratégias para a criação e o desenvolvimento de espaços em que as atividades criativas possam florescer.

No futuro, que praticamente já está no dia a dia, a atratividade de uma cidade será medida com base em seus centros criativos. O desenvolvimento de bairros criativos por si só não é, porém, suficiente para garantir seu avanço. Estes bairros, contudo, dão os impulsos apropriados ao processo como um todo. E oferecem aos responsáveis pelo planejamento urbano a oportunidade de experimentar novas estratégias e conceitos para o desenvolvimento de bairros “vivos”.

Objetivos do Bairro Criativo:

  • Dar voz e visibilidade à comunidade do Bairro;
  • Estabelecer relações de confiança, respeito e solidariedade com a população;
  • Promover as relações e o fortalecimento dos laços sociais através de atividades artísticas e experiências criativas;
  • Consciencializar a comunidade para a utilidade da arte e das novas tecnologias da comunicação como um meio privilegiado de partilha de informação, de aprendizagem e transmissão de conhecimento;
  • Estimular a participação comunitária e fomentar a coesão, a prática do diálogo, da expressão, da ação, da vivência e da partilha coletiva através de mecanismos criativos, que incitem uma mudança positiva e a inclusão social;
  • Dignificar o espaço público do Bairro e torná-lo num espaço comum de encontro e de socialização da população, um local para a concretização de iniciativas/atividades culturais e recreativas.

Benefícios de um Bairro Criativo:

  • Estímulo da cooperação mútua, das relações interpessoais, dos vínculos afetivos, da união e da solidariedade;
  • Visibilidade e integração social;
  • Recuperação de espaços comuns do Bairro para facilitar a socialização e para as crianças brincarem de modo seguro em contato com a natureza;
  • Conhecimento e prática artística, técnica e cultural;
  • Possibilidade da população do Bairro se expressar / comunicar e ser uma voz ativa capaz de participar e intervir no seu meio;
  • Oportunidade da comunidade estar envolvida em atividades artísticas e educativas, que facilitem a conscientização da realidade envolvente e do indivíduo e enalteçam a capacidade de transformação dessa mesma realidade de forma responsável, sustentável e criativa.

Logo-Pontal Criativo

Como surgiu o Bairro Pontal Criativo?

Começamos esclarecendo que o Bairro do Pontal em Ilhéus é o 1º bairro criativo do interior e o 3º do Estado da Bahia, ficando apenas atrás do Bairro Candeal, fundado por Carlinhos Brown e o Bairro Rio Vermelho (Gastronômico), ambos na capital.

A ideia partiu do pontalense José Henrique Abobreira em 2011, com o nome de Movimento Pontalense de Cidadania, que tinha como finalidade de agregar a comunidade no primeiro passo para a revitalização da Praça São João Batista. O ponta pé inicial ou “PONTALPÉ” – inspirado em Maria Socorro Mendonça, foi com o evento ABRACE A PRAÇA, que era a base principal para que tudo desse certo.

A partir deste momento o Abobreira, contou com a colaboração de instituições como: SEBRAE (Claudiana Figueiredo e Claudia Iglesias); Instituto Nossa Ilhéus – INI (Maria do Socorro Mendonça); Faculdade de Ilhéus e com a comunidade em pequeno número, pois ainda não sabiam da grandeza do trabalho inicial. Em seguida eu fui convidado de uma forma mais oficial, para engajar nesta luta para tentar resgatar a nossa história tão rica. Foi tudo bem pensado, planejado para que pudéssemos adquirir a confiança de todos, e já a partir de 2013 com mais a parceria institucional – Prefeitura Municipal de Ilhéus, enfim tivéssemos o primeiro sinal verde do tão sonhado projeto.

No período de 2012 até a presente data, o Pontal Criativo, se diversificou para contemplar a ideia principal de um bairro criativo, com isso vieram a Feira Criativa do Pontal, e logo em seguida o Pontal Gastronômico com seu Café Criativo (Sertanejo) e por último o Conselho Criativo/Sugestões Criativas.

Nestes quase seis (6) anos, foram inúmeras reuniões no salão paroquial da igreja São João Batista, com o apoio do Pe. Jarmil Sacramento e atualmente com o Pe. Joelson e o Colégio Militar com o apoio do Major Lucas, sempre abertas a todos da comunidade que assim quiseram participar, e para melhor divulgação foi criado uma fan page (página) no Facebook com o nome de Pontal Criativo.

Hoje já temos cadastrados mais de 30 (trinta) artesãos, que se tornaram microempreendedores individuais, com CNPJ, contribuição para o INSS, para que possam ter uma aposentadoria no futuro. Foram muito bem assessorados e continuam sendo pelo SEBRAE, INI e outros parceiros eventuais. Já se fizeram presentes em diversos eventos locais e regionais: Salve a Baía do Pontal, Festival da Primavera (MARAMATA), Feira do Microempreendedor na Faculdade de Ilhéus, Festival Aleluia Ilhéus(PMI), Festival do Chocolate e Cacau (ATIL), Feira do Microempreendedor, Feira de Produtos Orgânicos, Feira de São Jorge, Exposição no Teatro de Ilhéus, Exposição no Google I/O Extended Ilhéus (INI, SEBRAE, UESC), Serra Grande Conduru, Feirão GBARBOSA, 7º Festival do Chocolate, Centenário da Paróquia São João Batista, Natal na Praça, etc. A nível nacional o SEBRAE oportunizou idas para Belo Horizonte e Salvador.

Enfim o Pontal Criativo, tem feito o seu papel, inclusive servindo de base para que um (01) ano depois aproximadamente, o bairro do Hernani Sá, também se tornasse um bairro criativo, e a caminho estão os bairros da Conquista, Olivença e Teotônio Vilela. Com isso muito em breve Ilhéus se tornará uma Cidade Criativa, trazendo com isso uma séries de benefícios sociais, econômicos para todos seus munícipes.

Dentre tantas metas alcançadas, a requalificação da Praça São João, foi de suma importância para o desenvolvimento de tudo isso, graças à parceria pública/privada entre a Prefeitura de Ilhéus e o Cidadelle Empreendimentos, no projeto Adote uma Praça, com a doação do projeto arquitetônico/paisagista da pontalense Simone Flores.

Já a FEIRA CRIATIVA DO PONTAL, é um ramo do Pontal Criativo, com seus artesãos e quituteiros, que ao longo deste tempo têm aprimorados seus conhecimentos, suas criatividades, inclusão no mercado de trabalho e com isso já apoiando diversos outros artesão, que chegam a procura de espaço.

Com seu Regimento Interno aprovado, nossa feira criativa, se consolida-se cada vez mais, no respeito ao cidadãos e entre seus próprios participantes, e principalmente com todos aqueles que direta e indiretamente se tornaram nossos parceiros. Essa é grande diferença em ser um Bairro Criativo de uma Feira Criativa.

O PONTAL CRIATIVO tem como coordenadores: José Henrique Abobreira e José Rezende Mendonça, e ainda uma Comissão Executiva agregada por: Nádia Santa Isabel (Presidente), Lais Lacerda (Vice Presidente/Porta Voz), Josefa Rodrigues (Tesoureira) e Suzana Ikuta (Secretária)

A FEIRA CRIATIVA DO PONTAL, tem uma Comissão Executiva e Organizadoras dos eventos formada atualmente por: Nádia Santa Isabel, Lais Lacerda, Josefa Rodrigues e Suzana Ikuta.
Texto: José Rezende Mendonça – Coordenador do Pontal Criativo.

Bairro Criativo

Leave a Reply