Notícia

Concurso premiou propostas de estudantes para revitalização do centro histórico de Ilhéus

Como parte das ações da Semana de Mobilidade 2017, o Instituto Nossa Ilhéus (INI) lançou o Concurso de Ideias de Arquitetura “VivaAcidade”. A premiação aconteceu no dia 22 de setembro, Dia Mundial sem Carro, em plena praça pública central, uma das áreas repensadas pelos estudantes ganhadores, que expuseram suas ideias para a revitalização da Poligonal que compreende as Ruas Araújo Pinho e Santos Dumont.

 

O objetivo do concurso foi considerar as melhores propostas tendo como base a apropriação do espaço público pelas pessoas e a valorização do patrimônio histórico e cultural. A comissão julgadora – composta pelos arquitetos Fabio Mour, Ricardo Becker, Alexandre Amorim e Arthur Valente – avaliou os trabalhos com base nos critérios de criatividade, objetividade, clareza e inovação; atendimento ao programa; inserção urbana e integração com o entorno de valor histórico.

O primeiro lugar foi para o estudante do sétimo semestre de Arquitetura e Urbanismo da Faculdade Independente do Nordeste (FAINOR), Rafael Lamary Silva Santos. Para ele, as cidades turísticas contemporâneas sofrem intervenções pensadas para os turistas, mas o projeto foi elaborado pensando nas pessoas que moram e vivem o espaço diariamente. “Para fazer os pátios da praça, me inspirei em uma acrópole grega, que valoriza o monumento, no caso, o Palácio Paranaguá, símbolo do poder municipal”, conta o vencedor, que também já ganhou um concurso para revitalização de um prédio comercial em Vitória da Conquista (BA).

O segundo lugar foi para a dupla Maria Luiza Calixto e Marlindi Leal Venturin, da Faculdade Madre Thaís. Os vencedores ganharam um fim de semana no Hotel Tororomba e no Eco Village Indaiá, respectivamente.

Durante a premiação, uma cópia da melhor proposta foi entregue ao vice-prefeito de Ilhéus, José Nazal Pacheco Soub, junto com o plano Ativa Ilhéus – projeto técnico e interdisciplinar de desenvolvimento urbano e social elaborado pelo Instituto de Urbanismo Colaborativo (Courb) de forma participativa com a sociedade civil, e que foi contemplado no PPA 2018-2012. Ambos também foram enviados à Câmara de Vereadores.

“Entendemos que as cidades são para as pessoas, que precisam ocupar os espaços públicos e fazer o melhor uso possível deles. Vimos no concurso VivACidade a possibilidade de agregar as ideias da sociedade civil e apresentá-las ao poder público. Os jovens estudantes, aptos a redesenharem esses espaços, puderam contribuir e refletir sobre patrimônio, mobilidade, acessibilidade e outros assuntos que impactam a rotina da população”, comenta a presidente o Instituto Nossa Ilhéus, Maria do Socorro Mendonça.

 

Esta e outras ações da Semana foram parte do projeto da União Europeia, intitulado “MobCidades –Mobilidade, Orçamento e Direito à Cidade”, coordenado pelo Instituto de Estudos Socioeconômicos (INESC), que contemplou o INI, única instituição da Bahia, para atuar neste projeto de fortalecimento de políticas de mobilidade urbana, que visa promover maior transparência e a efetiva implementação do direito à mobilidade e à cidade, tendo como base a equidade e a sustentabilidade.

Leave a Reply